Preds Pelo Mundo: Os Destaques dos Nossos Garotos Na Última Temporada

Hora de #PredsPeloMundo e ver os principais destaques da última temporada, o que nossa garotada fez e evoluiu neste último período.


PHILIP TOMASINO - CENTRAL, 19 ANOS - NIAGARA ICEDOGS / OSHAWA GENERALS (OHL)


Philip Tomasino foi escolha de primeiro round do Draft do ano passado e teve uma temporada extraordinária na OHL terminando a temporada regular como quarto pontuador da liga com 100P 40G 60A. Iniciou atuando pelo Niagara IceDogs registrando 57P 22G 35A em 36 jogos e manteve o ritmo com Oshawa Generals anotando 43P 18G 25A em 26 jogos. Ainda que Tomasino não seja um sniper quanto Tolvanen, mas seus arremates são de extrema consciência e qualidade. Ele tem muita inteligência, sua leitura de jogo é incrível a ponto de se mover antecipadamente, uma velocidade impressionante em transição e sempre de cabeça erguida. Mergulhando um pouco mais afundo em dados, como os estadunidenses gostam, números indicam que ele foi um dos melhores jogadores de transição de toda a liga, saindo da zona defensiva com condução de posse do puck de 70,6% e entrando na zona ofensiva de 73,13% de posse e puro domínio.


Tomasino tem tudo para jogar NHL na próxima temporada no lugar de Kyle Turris (saiba mais).


John Hynes sobre Tomasino: "Phil Tomasino, ele é um cara muito talentoso, muito motivado, muito maduro para sua idade, o que é importante. Tive a oportunidade em New Jersey de trabalhar com alguns jogadores jovens, alguns mais maduros, e prontos para jogar de imediato. Acho que Tomasino é um cara que tem potencial bem alto. Phil Tomasino é um cara muito talentoso, muito motivado, muito maduro para sua idade, o que é importante para as muitas coisas que cercam o jogo, tudo que é importante para um jovem jogador precisa para atuar na NHL."


Note no vídeo abaixo como ele sempre busca transição, sua velocidade e domínio, como ele trabalha sempre de cabeça erguida. (Tomasino #26)


EELI TOLVANEN - ALA, 21 ANOS - MILWAUKEE ADMIRALS (AHL)

Eeli Tolvanen deve ter temporada completa na NHL. (Foto: John Russell/via Getty Images)

Apesar do sucesso estrondoso de Philip Tomasino, Eeli Tolvanen ainda é o nosso melhor garoto, um sniper e tanto. Antes de chegar à América na última temporada, a escolha de primeiro round de 2017, ainda jogando a KHL pelo Jokerit, o nosso menino tinha mais liberdade de jogo quanto às suas principais características e quebrou recordes por lá. Já em Milwaukee na temporada anterior, não conseguiu estabelecer os mesmos números, mas simplesmente por conta de que não é segredo seu potencial, então no intuito de torná-lo mais completo, ele teve de se adaptar às novas situações de jogo, como defensivamente por exemplo. Hoje, todos rasgam elogios quanto ao seu crescimento como atleta num aspecto amplo. Participando mais de transições e criações de jogada, melhorado seu trabalho de borda de gelo que não era seu forte. Hoje possui uma leitura de jogo incrível e sua evolução eminente já o coloca entre os mais possíveis nomes para o nosso roster na próxima temporada. Apesar de não chegar ao número de gols que lhe tem como expectativa, ele terminou essa curta temporada da AHL como segundo goleador de Milwaukee e o quarto em pontos. Ele ficará emprestado ao Jokerit novamente até o início do Training Camp, quando retorna para as atividades conosco.


Podemos notar claramente todo seu potencial de sniper e a sua velocidade de raciocínio para o disparo em todas as jogadas abaixo, o seu fatal wrist-shoot e one-timer, domínio do puck para o melhor tiro. (Tolvanen #11)

DAVID FARRANCE - DEFENSOR, 21 ANOS - BOSTON UNIVERSITY (NCAA)


Esse é o defensor que mais me chama atenção e não é de hoje. Desde os tempos em que atuava ao lado de Dante Fabbro ha duas temporadas, Farrance só progrediu e se tornou o jogador da equipe dos BU Terriers. Farrance sempre foi um pouco subestimado, mas sempre cumpriu muito bem seu papel como defensor em muitas situações de jogo mostrando bastante inteligência. Na temporada anterior já sem Dante Fabbro se tornou o top defenseman da equipe e começou a mostrar evolução ofensiva e foi o defensor com mais pontos pelos Terriers. Já nesta temporada tomou conta do time do colegiado e se tornou até capitão e além disso, o pontuador da equipe e o defensor com mais pontos pela liga, registrando 43P 14G 29A em apenas 34 jogos, pontuando frequentemente em power play, tudo isso em um time medíocre dos Terriers. Para esta temporada, a escolha de terceira rodada do Draft de 2017 deverá permanecer na equipe e completar seu último ano na NCAA.


Podemos ver todo seu progresso ofensivo neste vídeo, marcando inclusive um hat-trick. (Farrance #4)