Preds Faz Mais do Mesmo; A Boa Notícia É Um Jovem Brilhante

Vaga garantida aos Playoffs, grande jogo contra os Penguins numa noite que Pekka Rinne foi mais uma vez espetacular roubando a vitória. Viktor Arvidsson mantém uma média espetacular, faz história e está prestes a quebrar recordes significativos. Assinamos com Dante Fabbro que já fez seu jogo de estréia. A expectativa era enorme entre os torcedores, agora é uma enorme alegria tê-lo conosco, vamos falar brevemente sobre esse grande defensor e ver alguns vídeos. Dante fez uma grande estréia mas numa noite de derrota decepcionante para Columbus que luta por uma vaga de Wild Card. Ainda somos dependentes da JOFA line.


Nashville Predators 1 - 0 Minnesota Wild - Segunda-feira, 25/03 - Minnesota

● Gol → Assitência

● Johansen SHG (12) → Arvidsson (13) Ekholm (35)


Após a derrota humilhante para os Jets, tínhamos que responder imediatamente, não foi da melhor forma, "jogamos pro gasto", ou, pra ser mais sincero nem merecemos, mas a vitória veio. Antes de completar 5 minutos de jogo, power play para Minnesota e Ryan Johansen aproveita boa transição de Arvidsson para anotar um shorthanded goal e foi nosso melhor momento nos primeiros 20 minutos, as melhores chances eram de Minnesota e contando com o poste de Juuse Saros, saímos do primeiro em vantagem e o placar final do jogo. No segundo foi mais do mesmo, Minnesota com as melhores chances e Saros salvando. No terceiro nós não melhoramos, pelo contrário, fomos mais pressionados porém suportamos e saímos vencedores e classificados aos Playoffs.


Nashville Predators 3 - 1 Pittsburgh Penguins - Sexta-feira, 29/03 - Pittsburgh

● Gols → Assistências

● Smith (20) → Irwin (6)

● Arvidsson PPG (32) → Subban (19) Johansen (50)

● Subban (9) → Smith (16) Ekholm (36)


Era hora de encarar os Penguins novamente e desta vez na Pennsylvania. A previsão era um tanto quanto receosa devido aos últimos jogos, derrota para o próprio Penguins na semana passada, a humilhante derrota para os Jets, e até mesmo na vitória contra os Wild, mas Pekka foi espetacular roubando a vitória, principalmente considerando a nossa já costumeira oscilação, nunca sabemos o que esperar no rink, será uma apresentação 8 ou 80 para o próximo jogo? Sempre aquele suspense inquietante. Pekka foi surreal para segurar a artilharia pesada contra ele. Com 1:35 minutos, forecheck intenso, Irwin dispara e Craig Smith abre o placar com um deflection no primeiro disparo a gol do jogo. Foi um grande início dos Preds até pouco antes da primeira parada, dominamos as ações, foi então que o jogo mudou de cenário, os Penguins nos permitiu apenas mais 4 disparos até o fim do primeiro, enquanto a partir daí eles tomaram conta das ações. Para se ter ideia a primeira etapa acabou com Pekka Rinne negando todos os 22 disparos que encarou. No segundo, equilibramos as ações até que Vitor Arvidsson amplia em power play, No terceiro ainda deu tempo de P.K Subban aumentar ainda mais a vantagem, mas o jogo não terminou até que Bjugstad tirando noso shutout.


Com o gol dessa noite, Craig Smith chegou a 20 gols na temporada e se juntou à Filip Forsberg como jogadores que marcaram pelo menos 20 gols por cinto temporadas pela franquia.


Columbus Blue Jackets 5 - 2 Nashville Predators - Sábado, 30/03 - Nashville

● Gols → Assistências

● Arvidsson SHG (33)

● Forsberg (27) → Subban (20)


Logo no primeiro disparo do jogo, Cam Atkinson abriu o placar. Antes da metade do período, nós estávamos em penalty kill, quando Arvidsson recupera o puck e no breakaway ele é fatal, décimo shorthanded goal da carreira de Arvy. O jogo era bem jogado, e Savard amplia em extra attacker, quando cometemos uma penalidade e Bobrovsky deixara o gol. Restando 2,9 segundos para o fim do período, Bobrovsky foi incrível e no contra ataque Bjorkstrand acerta um belo tiro. No segundo, tinha o mesmo ritmo do primeiro e na metade do período, Forsberg aproveita o rebote do tiro da linha azul de Subban e diminuiu. O problema, é que os Jackets responderam 1 minuto e meio depois com Jenner numa apatia sem tamanho do Dam Hamhuis, parecendo que não tava mesmo a fim de batalhar, e um momento de infelicidade de Fabbro. Nós até tentamos mas parávamos em Bobrovsky, até que Cam Atkinson anotaria o gol derradeiro. jogamos razoavelmente bem durante 30 minutos e o pouco que conseguimos parávamos em Bobrovsky.


Com o shorthanded goal desta noite, Viktor Arvidssson atingiu a marca de 10 SHG na carreira e está empatado em segundo na história da franquia com jogadores com mais SHG. Primeiro é Greg Johnson com 11 e o segundo é David Legwand com 10. Arvy, também chegou à 33 gols na temporada, e está a um gol de quebrar o recorde da franquia como jogador com mais gols em uma única temporada. Ele se juntou à Jason Arnott 2008/09 e Filip Forsberg 2015/16. Arvidsson também atingiu a marca de 100 gols na carreira, ele ainda é o vice artilheiro do ano com 22 gols e em toda liga sua média de gols por jogo só é menor do que a de Alex Ovechkin.


Tem sido raro quando conseguimos emendar 3 vitórias seguidas. Columbus está numa disputa ponto a ponta pelo Wild Card, e eles entraram mais determinados do que nós. Tínhamos que nos impor e isso não aconteceu. Laviolette ainda não se encontrou com os novos membros, insiste em alternar as linhas e a verdade pura é que se não fosse a JOFA line nossa situação seria completamente outra.

Dante Fabbro registrou 3 tiros, 3 bloqueios e 1 hit (Foto: John Russell/via Getty Images)

A nota boa da noite foi a estréia de Dante Fabbro. Não existe Predador que não esperasse por esse momento ansiosamente, afinal o garoto oruindo do NHL Draft de 2016 no primeiro round enchia os olhos de quem o viu pelos rinks do colegiado e com a seleção canadense, desde U16. Os Preds assinaram com o defensor na última quarta-feira, 27/03, em 2016 foi eleito um dos três melhores jogadores do WJC U18, em 2017 foi medalha de prata no WJC U20, na última temporada foi campeão da NCAA Hockey East, e medalha de ouro no WJC U20 e nesta temporada foi eleito para Second All-Star Team da NCAA além de estar no All-Star Team da Sprengler Cup 2018. Fabbro era capitão da Universidade de Boston (BU Terriers) e liderou a equipe ao longo da temporada em pontos, perdendo para Joel Farabee apenas na última semana, Dante terminou com 33P 7G 26A em 38 jogos. O defensor de 20 anos e 1,83m tem uma leitura de jogo extremamente inteligente, se posicionando muito bem nas 3 zonas do gelo, tem excelente domínio e wrist-shoot mortal. O jogador também é muito criativo, toda jogada em Boston passava ou iniciava com ele. Eu o vi crescer ao longo desses três anos na NCAA e ele me surpreendia sempre mais. Hoje é uma felicidade enorme tê-lo conosco e sem dúvida tem tudo pra dar certo. Em sua estréia terminou com mais de 16 minutos de tempo de gelo, 3 tiros, 3 bloqueios e 1 hit, números nunca vistos antes por Yannick Weber ou Matt Irwin para se ter idéia, e quando se sentir a vontade será de extrema importância para nós tamanha sua qualidade. Além disso ele ainda é uma grande pessoa, um cara de grupo querido por todos, e está no lugar certo para se tornar um homem e um jogador ainda melhor.

Dante Fabbro #17 com os BU Terriers

Dante Fabbro #8 na última Sprengler Cup, competição que acontece anualmente em Davos na Suíça.


Últimos jogos:


@ Buffalo Sabres - Terça-feira, 02/04 - Buffalo


vs Vancouver Canucks - Quinta-feira, 04/04 - Nashville


vs Chicago Blackhawks - Sábado, 06/04 - Nashville

12 visualizações
  • Twitter ícone social
  • Facebook ícone social
  • Instagram ícone social

Siga-nos

Torne-se um fã

© 2018 Nashville Predators Brasil