A Garotada dos Admirals Começaram À Todo Vapor

Atualizado: 22 de out. de 2018


O início em Milwaukee é além das expectativas, uma nova equipe, um novo treinador, inúmeros jogadores abaixo de 24 anos, e a equipe registra 5 jogos pontuando na AHL com 5-0-1.

No primeiro jogo vencemos o atual vice-campeão da Calder Cup o Texas Stars fora de casa.e estreamos muito bem com gols de Richard, Blackwell no power play, Nick Baptiste e Rocco Grimaldi vencemos por 4-3 com Tolvanen já registrando seu primeiro ponto dando uma assistência para o gol de Baptiste.


Fomos então até San Anotonio para enfrentar o Rampage e mais outra vitória por 4-3 com gols de Richard, Tyler Gaudet em shorthanded, Rocco Grimaldi e Emil Pettersson

Anthony Richard grande recuperação, velocidade, agilidade e gol

Tyler Guadet 5-on-3 shorthanded goal


O terceiro jogo veio a grande apresentação e com direito ao primeiro gol de Eeli Tolvanen na AHL. Dominando completamente seu adversário, os Ads estrearam em casa na UW-Milwaukee Panther Arena por 5-1, além do gol de Tolvanen, Yakov Trenin, Matt Donovan no power play, Tyler Gaudet, e Nick Baptiste anotaram os gols dos Ads.

Eeli Tolvanen primeiro gol na AHL

Emil Pettersson All-Star goal


A primeira derrota dos Admirals veio fora de casa para o Chicago Wolves, mas o time de Milwaukee garantiu um ponto ao levar o jogo para o OT. Foi um pouco atípico esse jogo, pois na metade do jogo nós simplesmente nos desligamos e mesmo com os 3 gols em power play anotados por Brickley e Grimaldi 2x que deu o placar de 3-1, os Wolves anotaram 3 gols na última etapa enquanto ficamos com o gol solitário de Justin Kirkland 4-4 e partida decidida no OT para o time de Chicago.


Viajamos para Ontario para mais um jogo na estrada desta vez contra o Ontario Reign e foi um jogo mais disputado. Nick Baptiste abriu o placar no power play, seguido por um gol de Anthony Richard e Matt Donovan no power play, Connor Brickley empatou a peleja no terceiro período e Nick Baptiste anotou o game winning goal.


Notória as mudanças no jogo da equipe, há muita intensidade. Rocco Grimaldi lidera a equipe em ponts com 9P 5G 4A em 5 jogos, isso é fantástico. A mobilização já é bem grande nas redes sociais para que Grimaldi se junte aos Preds. Anthony Richard é um cara elétrico e muito velóz, tudo isso combina com habilidade e agilidade, de fato ele incomoda a defesa adversária, lembrando os tempos de Kevin Fiala em Milwaukee, Richard já tem 6P 3G 3A em 5 jogos empatado com o defensor Matt Donovan que tem 2G 4A.


Nick Baptiste quando foi trocado com os Sabres onde enviamos Jack Dougherty desperdício de segunda rodada de 2014, agregou muito e ainda é jovem também. Baptiste tem sido um cara incisivo e decisivo. Sabia que isso foi um acerto de cara, Baptiste seria muito útil e está sendo. Connor Brickley e Colin Blackwell mostram muita consistência em two-way, Emil Pettersson mantendo o bom desempenho que lhe rendeu AHL All-Star da última temporada, Tyler Guadet tem se mostrado muito presente na quarta linha e tem ótimo disparo, muito bom para sua temporada de estréia.


Yakov Trenin já vinha fazendo grande offseason com Development Camp, e nos jogos tanto do Future Stars Game quanto do NHL Prospects Showcase, além de boa pré-temporada, ele continua em ritmo alucinante, mas poderia estar produzindo mais, acredito que haveria uma forma de agregá-lo à segunda linha. Trenin está indo para batalhas, coisa que não se via na temporada anterior, ele foi um cara extremamente tímido, certas horas parecia receoso. Mas não agora, ele me faz lembrar os tempos de QMJHL. Trenin é um novo homem, dentro e fora do gelo. Depois de toda turbulência na última temporada, as coisas se acertaram para ele, isso só poderia dar ótimos resultados, seu verdadeiro hockey está aparecendo.


Enquanto isso, nosso amado Eeli Tolvanen ainda um pouco tímido, mas ele é um cara persistente e tenta seus disparos que tanto estragou a KHL na última temporada e também por onde passou. Tolvanen tem 3P 1G 2A em 5 jogos, atuando na primeira linha ao lado de Richard e Grimaldi, uma linha muito consistente e que perturba os defensores. Tolvanen ainda é PPF1, acredito que ele se soltará mais, se adaptará às dimensões do rink para conseguir seus melhores lugares, pois ele se posiciona incrivelmente bem para o arremate, aquele tiro de qualidade de verdadeiro sniper.