42 Defesas Na Volta Surreal de Pekka; Joey Desequilibra Para Capitalizarmos

Pekka Rinne volta ao gelo após perder alguns jogos por protocolo de concussão, mas não há com o que se preocupar, afinal, Pekka é Pekka e foi surreal com 42 defesas, operando milagres. Peter Laviolette chegou a 1.100 jogos na carreira na NHL. Outro registro da noite foi nos tornarmos empatados como a quinta equipe na história da liga a atingir 6-0-0 na estrada no início da temporada. Fomos bem no primeiro período, mas sofremos nos 40 minutos finais e só temos que dizer #Pekka4VezinaAgain. Arvidsson não jogou pois está no day-to-day com uma lesão na parte superior do corpo e Sissons atuou ao lado de Filip e Joey.


Nashville Predators 4 - 1 Tampa Bay Lightning

Goal - Turris (3) - A. Ekholm (7), Järnkrok (2)

Goal - Josi (3) - A. Johansen (12), Ellis (7)

Goal - Järnkrok (3) - A. Johansen (13)

Goal - Salomäki ENG (2) - A. Hartman (4), Turris (8)

Com 42 defesas na partida, Pekka garante vitória,

Pekka fez a primeira defesa do jogo e tivemos um power play logo cedo, e aquela mesma merda, nada acontece e ainda demos mais uma chance shorthanded que já é costumeiro, Pekka salvou. Voltando ao full strength, forecheck bem sucedido com Smith e Järnkrok, Ekholm dispara e Turris faz um desvio espetacular. O jogo era disputado como esperado, mas nosso Vezina fazia defesas daquelas #PekkaDoingPekkaThings, até que conseguimos trabalhar bem o puck, Joey faz uma jogada fantástica extremamente consciente, sem se quer olhar, deixa Josi tranquilo para ampliar restando 5 segundos do período e equilíbrio foram 15-13 Preds shoots, porém Pekka fez milagres.


As equipes mantiveram o ritmo no início do período. Foram incríveis 24 minutos sem penalidade dos Preds, Ekholm comete tripping, mas sobrevivemos com Pekka novamente e uma boa performance de todos, até mesmo Matt Irwin, que surpreendentemente estava na primeira formação de PK. Foram apenas os primeiros minutos de igualdade, os Bolts tomaram o controle da partida já antes da metade do período e quando passados de 10 minutos, tínhamos apenas 3 tiros. Estávamos sofrendo contra o jogo físico dos donos da casa. Parei de falar do Pekka, por hora, ao fim do texto eu falo sobre essa noite espetacular, ou vou ficar sendo repetitivo. Ainda sob pressão incessante dos Bolts, uma sucessão de erros resultou no gol de Koekkoek. Grimaldi, foi juvenil, Salomäki perdido e o gol foi inevitável. Apos outro turnover primário de Kevin Fiala, Ryan Ellis faz um bloqueio fantástico num passe que seria gol certo. Fim do período e sofrer um gol apenas foi pouco, Pekka jogou sozinho e foram 17-4 bolts shoots no período.


Continuamos perdendo discos na zona defensiva, afobados, e meio desesperados, os Bolts venciam quase todas batalhas. Josi é penalizado com cross checking duvidoso mas tivemos outra performance de sucesso de no PK. Conseguimos alguma boa ação na zona ofensiva somente na metade do período e eu já estava tonto, os Bolts nos botaram pra rodar. O tempo passa e o jogo continua Bolts vs Pekka, foi quando restando 4 minutos eu já tinha acabado com uma cartela de calmante ahhhhh.... eu amo de montão, Joey, Joey, Joey, mais um jogo de Joey Hockey, e passes que raríssimos jogadores na liga são capazes, ele tem o paciência para o tempo exato e extremamente preciso, uma visão privilegiada, colocando Järnkrok dessa vez em plenas condições de anotar o tento. Aí chegou a hora do tudo ou nada para os Bolts que tiraram Vasilevskyi, um erro raro dos Bolts na zona ofensiva de Tampa, Hatman tenta um passe longo (ou errou por muito a tentativa acontra o gol vazio), Killorn vacila, Salomäki aproveita no empty net dando números finais ao jogo. 4-1 Preds.

O placar de 4-1 não traduz o jogo, embora 20 minutos disputados de igual para igual, nos últimos 40 minutos sofremos diante de uma enorme pressão em uma marcação alta de Tampa, um forechek extremamente agressivo que nos dificultou qualquer ação, mas diante dessas adversidades, somos uma equipe com um grande poder fogo fantástico, temos Joey com passes praticamente genuínos, de extrema inteligência. Esse início do Johansen é maravilhoso, ele está impondo tudo que sabe, e encontra passes como ninguém, mesmo que ele consiga passar um bom tempo apagado no jogo, ele não precisa de muito para deixar os companheiros em condições para fazer o gol a qualquer momento. Não foi a primeira nem a segunda nem a terceira vez que Joey executa passes como ninguém. Esse é o Joey que eu conheço, o Joey que nós queremos, já são 13 assistências em 11 jogos e não é qualquer assistência.


Hoje tivemos uma boa performance no penalty kill, mesmo com Matt Irwin ao lado de Subban, uma surpresa de certa forma, todos funcionaram bem desta vez, e quando algo deu errado, Pekka estava lá.

Matt Irwin na primeira formação de PK, e surpreendeu de forma positiva

Matt Irwin e Yannick Weber estão muito bem. Hoje nós podemos dizer, temos um terceiro par que consegue nos segurar bem, sendo seguros defensivamente. Independente das escolhas de Laviolette, Irwin, Weber, Anthony Bitetto ou Dan Hamhuis, se já somos uma das defesas mais fortes e consistentes tanto ofensiva quanto defensivamente, hoje, Dan Hamhuis mesmo na (IR) por um tempo, nos deixa ainda mais fortes. Weber já fez um grande final de temporada e neste início está ainda melhor, Tony B. foi o nosso melhor defensor quando teve oportunidades no terceiro par na última temporada, Matt Irwin também fez uma boa reta final e assim como Weber, tem feito um excelente início, tanto que fez com que Laviolette o enxergasse como uma boa opção para a matança de penalidades, e ele mostrou que a decisão foi acertada.


A quarta linha continua fazendo um trabalho incrível no two-way, participando ativamente dos jogos e das vitórias. Uma quarta linha não vai produzir muitos pontos ao longo da temporada, mas ela tem que responder dentro do gelo, contribuir para os jogos e fazer seu papel. Nossa quarta linha não é apenas uma linha de energia, independente de quem jogue, nosso treinador roda bastante os jogadores por lá, e todos respondem muito bem, todos funcionam muito bem, há uma grande sinergia entre eles.


Pekka Rinne, meu Deus do céu, o que dizer? Ele foi surreal, encurralados, sem encontrar forma de entrar na zona ofensiva, foram apenas 9 tiros nos 40 minutos finais enquanto os Lightning tentaram 30 vezes contra Rinne sendo vazado uma única vez com defesas cada vez melhores, prestes à completar 36 anos, Pekka tem mostrado que isso é só um número. Pekka terminou o jogo com 42 defesas em sua volta e está em plena forma. #Pekka4VezinaAgain já está com toda força.


GAMESTATS

SOG - NSH 24, TBL 43

BLKS - NSH 13, TBL 9

FOW - NSH 30, TBL 29

HITS - NSH 16, TBL 29

PP - NSH 0/1, TBL 0/2


3 STARS

Rinne (43-42 SV - 97.7 SV%)

Joseph (ai ai)

Joey (2A, 2BLKS, 2+)


Pekka Rinne: "Foi um grande jogo e nós respondemos. Nós sabíamos que seria um jogo difícil fora de casa, e nós apenas lutamos e lutamos e terminamos...Ah sim, se você olhar para o replay, ele dá uma espiada e faz aquele spin passe. Foi um gol bonito e irreal, não fiquei surpreso, mas foi muito legal ver em um jogo."


Laviolette: "Elas eram beldades", disse o treinador sobre as assistências de Johansen. "Isso é quem ele é. Não há nada fácil para ele. As duas assistências que ele fez esta noite foram apenas uma visão incrível, incrível nível de habilidade, mas não me surpreende que a maioria de suas assistências sejam primeiro assistências."


"Ele era inacreditável", disse Laviolette sobre Pekka. "Ele parecia muito esperto para mim ... Ele foi brilhante e precisava ser."


Joey sobre Pekka: "Inacreditável, voltar e fazer as coisas como ele fez, é o que esperamos dele e é o que ele espera de si mesmo. Ele traz para nós todas as noites."


Highlights:



12 visualizações
  • Twitter ícone social
  • Facebook ícone social
  • Instagram ícone social

Siga-nos

Torne-se um fã

© 2018 Nashville Predators Brasil