DAVID POILE PROMETE MUDANÇAS

Mais uma pós-temporada de inexplicável fiasco e com semelhanças para todas as eliminações anteriores.



Criou-se muita expectativa, euforia ao longo excelente e envolvente hockey durante os Playoffs do vice-campeonato em 2016/17, no qual conseguimos nosso primeiro Clarence Campbell Bowl (Troféu de Campeão de Conferência Oeste).


A temporada seguinte (2017/18) prometia ainda mais, assinamos com Bonino por U$4.1M, muito acima para um jogador como ele. Pior que isso, numa troca envolvendo três equipes adquirimos Kyle Turris pelo dobro de seu último salário, nada menos que U$6M ocupando ainda mais nosso Cap. Teoricamente tínhamos um time equilibrado, tanto que nos rendeu nosso primeiro título de Divisão Central e também o Presidents Trophy. Foi uma temporada de inúmeros recordes quebrados, até Mike Fisher saiu da aposentadoria acreditando que esse seria nosso ano, mas chegaram os Playoffs e aquele time simplesmente desapareceu. Nosso ponto mais forte, a defesa, sucumbiu diante do Winnipeg Jets, que deitou e rolou.


David Poile expôs publicamente sua decepção com os jogadores, dizendo que faria mudanças em prol do futuro. Fez a maior transformação em Milwaukee desde o front office aos jogadores, no intuito de estar próximo aos jovens e dar todo tipo de suporte. Para temporada de 2018/19, trouxemos Mikael Granlund que não agregou muito e mesmo aos trancos e barrancos nos rendeu um back-to-back da Divisão Central, até que... os Playoffs chegaram e vimos o mesmo filme, um time fraco mentalmente com mais uma eliminação frustrante para Dallas Stars.


Já nesta temporada atípica, P.K. Subban se foi para que Matt Duchene chegasse para que pudesse solucionar nossa recorrente falta de poder de fogo, mas nada mudou e Poile decidiu trocar o Head Coach Peter Laviolette por um inexperiente e fraquíssimo John Hynes e as coisas só pioraram. Só chegamos à pós-temporada por conta das medidas tomadas pela liga, e novamente mais um fiasco contra o Arizona Coyotes. No entanto, as medidas tomadas em Milwaukee para os trabalhos com os prospectos já surtiu efeito fazendo com que a equipe tivesse a melhor campanha da AHL com extrema solidez e muito progresso em amplos aspectos com os jovens.


De fato, Laviolette parecia ter perdido a mão do time, mas foi ele quem nos conduziu às nossas conquistas e com um time bem mais inferior, trazer John Hynes não seria a solução pois nossos problemas eram outros e não o treinador.


Nosso GM expôs sua decepção com os jogadores contra os Yotes, chamando de "inaceitável" a derrota e prometeu mudanças no roster para próxima temporada.


David Poile: "Minha posição agora sobre as tendências nos últimos dois anos na temporada regular e os playoffs que não estão indo na direção certa. Acredito que temos muitos bons jogadores, mas eles não se uniram para produzir os resultados que todos desejamos. É muito claro para mim que precisamos fazer mudanças... Precisamos voltar à nossa identidade. Precisamos começar a jogar, como costumávamos, o 'Modo Predador', a 'Cultura do Predador'. Temos que jogar com mais paixão, mais determinação, temos que ter aquela atitude de se recusar a para perder. Meu trabalho é avaliar, e trabalhar com John Hynes para identificar como podemos melhorar e jogar da maneira que ele acredita que levará ao sucesso. Tenho que fornecer a John alguns jogadores que se encaixem em suas crenças e sistema. Tudo o que posso dizer neste momento é que todas as opções estão sobre a mesa para tornar nossa equipe melhor para a temporada 2020-21."


Poile não parou por aí cogitando trocar também a equipe técnica: "Vamos olhar para o nosso elenco atual, alguns jogadores não voltarão e vamos considerar todas as maneiras de melhorar o nosso time. O ponto principal é que não estamos satisfeitos. Vamos fazer algumas mudanças. Incluindo a mim mesmo e nosso grupo de gestão também temos que administrar melhor. Para John e sua equipe técnica é que eles tenham o melhor para treinar e para os jogadores é que eles tenham que jogar melhor. Todos os três grupos têm que fazer isso para estar onde queremos estar."


A primeira mudança já foi feita, Dan Muse não é mais assistente técnico e Rob Scuderi, treinador de desenvolvimento de defensores assumirá interinamente.


Poile ainda finalizou dizendo que Eeli Tolvanen, Rem Pitlick, Alex Carrier provavelmente estarão na lista para próxima temporada e que uma segunda linha com Tolvanen e Duchene pode render muitos frutos. Além disso, também deixou no ar que Philip Tomasino poderá ser considerado, o jovem foi o quarto maior pontuador da OHL registrando 100P 40G 60A. Eeli Tolvanen ficará emprestado ao Jokerit da KHL até o Training Camp para próxima temporada começar.


Há também rumores de que os Preds devem fazer Buy Out de Kyle Turris, uma troca sem dúvida acarretaria numa retenção salarial de Turris.


Sobre os dois principais UFAs, Craig Smith (U$4.2M) e Mikael Granlund (U$5.7M), Poile disse que irá avaliar no momento certo mas que tem de haver interesse comum das partes.

15 visualizações
  • Twitter ícone social
  • Facebook ícone social
  • Instagram ícone social

Siga-nos

Torne-se um fã

© 2018 Nashville Predators Brasil